Do Latim CONSULTARE (receber o conselho de), relacionado a CONSULERE (aceitar um conselho, considerar maduramente), originalmente é “chamar junto”. COM (junto), mais SELERE (reunir) .

Assessoria ou consultoria?

Algumas vezes, ao nos depararmos com estes termos, ficamos em dúvida sobre seus significados.
Analisando a etimologia, a palavra “assessor” tem sua origem no Latim e significa ajudante, auxiliar. Já, a palavra “consultor”, também do Latim, significa conselheiro. Sendo assim, fica mais fácil de inferirmos sobre seus reais significados nos tempos atuais.

Em outras palavras, o assessor é a pessoa quem vai te ajudar a fazer algo. É uma atividade de envolve prestação de serviços nos campos mais técnicos para a realização de projetos e na execução de serviços. Na assessoria o foco é simplesmente auxiliar alguém a executar determinada tarefa.

O consultor apresenta um foco um pouco diferenciado. Seu foco é definir a melhor alternativa e apoiar na tomada de decisão estratégica. Neste caso, ele te ajuda a desenvolver uma ideia, elaborar uma solução, encaminhar um processo, estudar uma situação ou qualquer outro processo que envolva pensar. Esse profissional irá ajudá-lo no diagnóstico e formulação de soluções baseadas em seu conhecimento pertinente, mas não efetivamente colocar a mão na massa.

O profissional consultor pode ou não estar vinculado a uma organização, sendo classificado como consultor interno ou externo. Já o assessor , na maioria das vezes está vinculado à organização, mas não é regra. São áreas diferentes, mas que geralmente acabam se complementando já que nada impede que a consultoria faça algo prático ou a assessoria faça algo teórico. Geralmente em grandes projetos, essa diferença torna-se clara pois, enquanto a consultoria é contratada para ajudar a elaborar o projeto e a solução, a assessoria encarrega-se de seu desenrolar .

Consultoria, de uma forma ampla, é o fornecimento de determinada prestação de serviço, em geral por profissional qualificado e conhecedor do tema. O serviço de consultoria oferecido ao cliente, acontece por meio de diagnósticos e processos e tem o propósito de levantar as necessidades do cliente, identificar soluções e recomendar ações. De posse dessas informações, o consultor desenvolve, implanta e viabiliza o projeto de acordo com a necessidade específica de cada cliente.

Não necessariamente o consultor atende somente as empresas, pessoas quem tem problemas, por exemplo, financeiros, pode procurar um consultor financeiro. Controlar suas próprias finanças não é coisa muito simples, porque a maioria das pessoas não tem autodisciplina para controlar e planejar suas próprias finanças, isso também acontece muito nas pequenas e médias empresas.

Um consultor o ajudará na organização e na tomada de decisões, na vida pessoal e empresarial.